A aliança cravejada com diamantes

A joalharia evoluindo de ano para ano, há cada vez mais alianças com formas novas e diferentes. Originalmente, a aliança era apenas um simples anel em ouro, hoje existem vários tipos de alianças cada vez mais originais que para se distinguirem dos outros.

As alianças cravejadas com pedras preciosas são um dos muitos exemplos de concretização. Especialmente para agradar os mais apurados gostos femininos, elas são definidas com diamantes, rubis, esmeraldas e safiras. As celebridades aficionadas pelas pedras lapidadas têm razão! Elas são as queridinhas e preferidas nas mulheres de bom gosto, com estilo próprio, e que adoram mesclar acessórios luxuosos ao seu look diário.

Com diversos significados durante as gerações, a valiosa pedra que representa o indomável, também significa laços sólidos e duradouros sugerindo eternidade para o amor.

Os solitários de diamantes são clássicos. Podem possuir o diamante central cravado sobre a base de ouro nobre. Outros podem possuir um design clássico para valorizar a perfeição do brilhante, enquanto o solitário destaca a beleza da lapidação, de corte quadrado.

Cravejadas com diamantes ou outras pedras preciosas, as alianças formam um enigmático padrão, que faz referência a linguagens ou códigos secretos indecifráveis, assim como aqueles compreendidos apenas pelo casal. É o símbolo perfeito da cumplicidade que une os casais bem românticos.

Os anéis de noivado mais populares são, sem dúvida, os de diamante. O modelo feito com essa preciosa gema possui uma história fascinante, que o tornou símbolo de amor eterno. Porém, em alguns países, é comum usar anéis de safira ou esmeralda para marcar o momento.

Depois de escolher a cor e o aro, a confecção peça a peça com criatividade e acabamentos impecáveis concede um produto com design sofisticado. A cravação especial em trilho, reflete mais o brilho dos diamantes. Pode levar também acabamento fosco ou polido.

Apesar da tecnologia moderna, os diamantes são ainda difíceis de encontrar. São geralmente localizados em regiões inóspitas. O diamante é uma pedra natural. Antes de ser transformado em joia magnífica, ele atravessa pelo menos quatro continentes e requer, desde a extração para o corte, a intervenção de centenas de pessoas com um know-how exclusivo.

Hoje, os 5 maiores produtores de diamantes fornecem mais de 90% dos diamantes brutos do mundo inteiro em volume, enquanto os países como o Botswana, a África do Sul, Angola, Namíbia, Congo fornecem quase a metade da produção mundial de diamantes em bruto por valor.